“Não possuo nenhum super talento, assim como nunca fui um gênio em nada”  Eu – autora desse blog

Nasci e vivi até os meus 18 anos em uma comunidade carente e estudei em colégio público até a faculdade.
Quando eu era criança ouvia dizer que “pau que nasce torto, morre torto”, mas nem por isso acreditei quando me disseram para eu me contentar em ter uma profissão na vida – Felizmente tenho uma profissão, uma graduação, duas pós-graduações e verdadeira paixão pelo conhecimento.

Ainda jovem ouvi dizer que filho de “pobre” não estudava no exterior e não falava outro idioma – Graças a Deus eu paguei os meus estudos com o suor do meu trabalho, e até hoje estudo bastante para ser fluente em outro idioma.

Já adulta, duvidei também dos médicos que disseram, que eu não poderia gerar um filho – Gerei três, tenho um casal de filhos lindos e outro anjinho no plano superior.

Ano passado fui convidada para escrever um capítulo de um livro (Leia depois sobre ele no post Descubra-se) e foi tão incrível, que aqui estou eu trabalhando para lançar o meu próprio livro ainda esse ano!

Mas se me perguntarem um dia se fui influenciada por pessoas estudiosas na família, a resposta é não.  No entanto, tive treino, muito treino de como ser uma pessoa de Garra, Perseverante e Honesta.

E é justamente sobre isso que a psicóloga Angela Duckworth demonstra para pais, estudantes, educadores, atletas e empreendedores que o segredo para realizações incríveis não é o talento, mas uma mistura de paixão e perseverança que ela chama de “garra” — a capacidade de perseverar e produzir resultados além do puro talento, da sorte ou das eventuais derrotas.

Pode acreditar, ser realizado na vida precisa ter muito mais garra, do que talento!

Eu contei um pouquinho da minha própria história, onde considero ter sido guerreira e perseverante, para lhe servir de inspiração e estimular a leitura de “Garra” – Uma super dica para começar o ano confiante nos seus propósitos.

Boa leitura e feliz 2019!!!

Com carinho,

Andréa Lucena