Assistam o vídeo e vejam se as crianças sabem valorizar o que elas têm…

Sim, elas sabem viver o momento presente, sem querer estar no próximo nível, ou com outras pessoas.

Sabem receber afeto pelo olhar, pela simplicidade de quem se faz inteiro no momento presente…

E a percepção que a mensagem desse vídeo me traz é que “nós” adultos, estamos sempre querendo aquilo que não temos, que sempre queremos estar onde não estamos, que sempre queremos conversar com quem não está ao nosso lado, naquele momento…

Eu entendo que nós adultos somos responsáveis por não permitir, que as nossas crianças “aprendam” esse jeito insatisfeito de ser – onde depositamos a nossa FELICIDADE, no que não se faz presente.

Isso justifica a ANSIEDADE incorporada no nosso dia-a-dia.

Eu entendo que a vida adulta é cheia de grandes responsabilidades, e que muitos de nós estamos focados no futuro. Mas se esse futuro não existir?

 

Desculpa te perguntar isso, mas eu me pergunto isso todos os dias.

Questiono se estou honrando os papéis que ESCOLHI ter. É claro, que o mais importante papel, pra mim, é o meu papel de mãe e educadora.

Penso todos os dias se o futuro não chegar pra mim, qual foi o legado que deixei aos meus filhos?

Como “qualquer” mãe, tenho muitos receios, um dos maiores é perder a conexão com meus filhos, perder o olho-no-olho, fazer com que eles percam a confiança e admiração por mim, enquanto ser humano principalmente.

E de certa forma, esse “medo” me faz trazer pra o momento presente, me faz ser melhor nesta função tão desafiadora.

Bom, essa foi a minha percepção sobre esse breve vídeo.

Se você assistiu, compartilha aqui 👇🏼 a sua opinião tb!!!